Quantcast
Carla Andrino chora ao entrevistar o marido: "Pensaste que ia morrer?"
Segue-nos

Famosos

Carla Andrino chora ao entrevistar o marido: “Pensaste que ia morrer?”

Publicado há

em

Instagram

Carla Andrino, que foi diagnosticada com cancro da mama em 2016 e entrevistou o marido, pela primeira vez nesta segunda-feira.

O momento foi muito emotivo e as lágrimas tomaram conta do casal. A atriz questionou a dada altura o maestro sobre a fase em que foi diagnosticada com um cancro de mama, em 2016, e acabou por não conter as lágrimas ao ouvir as palavras do companheiro:

“Quando ouviste que eu estava doente, qual foi a primeira coisa que pensaste?”, perguntou.

“Pensei vamos estar juntos e pensei vai ser um ano, agora vou ter um ano pela frente em que quero estar muito disponível para tudo o que for preciso. E estive sempre muito disponível, consegui nunca te dizer olha hoje não posso, nunca marcar nada que pudesse coincidir com uma ida tua ou a um tratamento” – respondeu Mário Rui

Já emocionada com as palavras, a atriz perguntou: “Uma vez perguntei-te se pensavas ou se te tinha passado pela cabeça que eu ia morrer e tu disseste-me um dia eu respondo-te, podes-me responder hoje?”

Não, vamos deixar para os próximos 30 anos…” – disse, emocionado.

A entrevista esteve recheada de momentos emotivos e um deles chamou à atenção quando a atriz chorou e assumiu: “Eu estou a chorar, para que fique claro, não porque fiquei triste aliás fez agora 5 anos que eu recebi o diagnóstico…É porque (o cancro) foi encarado exatamente com esta postura (…) de facto, tivemos os dois cancro, porque, de facto, afeta ou altera as famílias e portanto ele foi um companheiro nesta viagem, o foco também estava, mais uma vez, na solução e correu bem, assim é mais fácil…”

Deixa aqui o teu comentário

Famosos

Momento arrepiante! Gesto de Fernanda Antunes emociona Portugal…

Publicado há

em

Na passada quarta-feira, dia 01 de dezembro, a SIC emitiu a primeira ‘Gala dos Sonhos’ da Associação Sara Carreira.

Na abertura da cerimónia, Tony Carreira interpretou o tema ‘Sentimento’ da filha, Sara Carreira, visivelmente emocionado.

Na noite especial, a Associação conseguiu angariar mais de 200 mil euros e a família Carreira já agradeceu.

A SIC Mulher mostrou um momento muito especial e arrepiante que aconteceu no fim da ‘Gala dos Sonhos’, quando Fernanda Antunes sobe ao palco.

A mãe de Sara Carreira, dá um abraço sentido ao seu ex-marido, Tony Carreira e o vídeo tem se tornado viral nas redes sociais.

Veja o momento, aqui:

Deixa aqui o teu comentário
Continuar a Ler

Famosos

Raquel Tavares vai voltar a cantar em público, saiba onde e quando!

Publicado há

em

Instagram

Raquel Tavares é atualmente apresentadora da SIC, responsável pela condução conjunta do ‘Domingão’, aos domingos.

A cantora e apresentadora anunciou há cerca de 2 anos, o final da sua carreira no mundo da música, em direto no ‘Programa de Cristina’, na SIC.

A ex-fadista vai voltar a subir aos palcos já no dia 1 de dezembro, em direto da emissão especial ‘Gala dos Sonhos’ em homenagem a Sara Carreira.

Na altura, contou: “Não sei quando volto. Nunca nada é definitivo, mas na minha cabeça este parar de cantar é definitivo. Esta foi a decisão mais difícil de toda a minha vida”.

Neste momento cantar é uma coisa que me faz mal. Chego a casa e sinto-me muito sozinha. Aos 35 anos, o que é que eu tenho?” – explicou, há dois anos.

Deixa aqui o teu comentário
Continuar a Ler

Famosos

Quim Barreiros emociona-se em direto ao recordar o pai: “É o meu herói…”

Publicado há

em

Instagram

Nesta terça-feira, dia 30 de novembro, Quim Barreiros esteve à conversa com Manuel Luís Goucha.

O convidado do apresentador da TVI para o programa ‘Goucha’ desfiou as suas memórias e acabou por recordar o pai, que morreu aos 102 anos, em abril deste ano.

O cantor de música popular portuguesa, começou por relembrar a grande festa dos 100 anos do pai mas rapidamente adotou um tom nostálgico e recordou os últimos dias de vidas do pai: “Nós não podemos ser egoístas, nós já sabíamos (…) o meu pai foi partindo lentamente, nós vimos o meu pai desaparecer lentamente, já sabíamos que, com aquela idade, quando lhe desse uma infeçãozinha, não era fácil então uma infeção urinária, ele começou devagarinho (…) internado aqui, ali (…) foi devagarinho”.

“Eu queria que o meu pai durasse até aos 200 anos mas a gente não pode ser egoístas e pronto agora está à minha espera, o meu pai é o meu herói. Porque eu herdei tudo dele, o ser humilde, trabalhador, poupado…” – terminou.

Veja algumas imagens da conversa:

Deixa aqui o teu comentário
Continuar a Ler
Publicidade
Publicidade

Tendências