Quantcast
Sem-Abrigo não aceita separar-se da cadela para ir viver para instituição.
Segue-nos

País

Sem-Abrigo não aceita separar-se da cadela para ir viver para instituição.

Várias instituições não aceitam acolher um sem abrigado

Publicado há

em

Várias instituições não aceitam acolher um sem abrigado, por este não se querer separar da sua cadela.

Ambos foram abandonados e daí a forte ligação que os une, Luís Pereira e Kika, a sua cadela, Luís foi rejeitado pela sua família e Kika, vivia num canil, do qual foi resgatada.
Luís Viveu toda a sua vida na rua, ex-toxicodependente, e onde vivia com delinquentes, dias e noites ao relento, mas sempre viveu os seus dias junto da sua cadela kika, de onde a doptou num canil e Santa Maria da Feira. No meio de tanto sofrimento, Kia foi a única família de Lui e a forte razão para este ter abandonado a toxicodependência.

Os seus tentaram resgatar Luís da rua, pois este ter uma nova vida, quer trabalhar e ter uma casa para viver.
Mas todas as oportunidades que têm surgido , todas elas tÊm sido recusadas devido a uma condição que Luís não aceita.
“Não é uma hipótese que eu pense aceitar”, diz Luís convicto. E diz ainda : “Estava cansado da droga, de amigos falsos e de certas pessoas quando decidi ir buscar a Kika. Tem sido a minha companhia, a minha família e não há palavras que consigam descrever os sentimentos que ela me transmite”.

Recorda que todas as dificuldades por que passou Kika esteve sempre com ele. Diz-nos: “Eu não a abandono e ela não me abandona”.
Admite que sem ela tem medo de voltar a cair novamente no mundo das drogas.

“Quero muito ir para uma casa e ter um emprego, se possível trabalhar com animais que é das coisas que mais gosto. Mas não aceitarei nada disso se tiver que me separar da Kika”.

Depois de tanta insistência do seu grupo de amigos que se dedicam ao voluntariado, junto das associações e entidades competentes para este assunto, Luís consegui temporáriamente um lugar para ficar juntamente com a sua cadela, numa pensão em Santa Maria da Feira.

Contudo, Luís já sabe que nenhuma instituição o acolherá enquanto ele quiser levar Kika consigo.

Publicado por Luís Pereira Pereira em Quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

Deixa aqui o teu comentário
Continuar a ler
Publicidade

Famosos

Familiares de Rogério Samora confessam: “A situação do Rogério não está fácil”

Apesar de manterem a esperança na recuperação de Rogério Samora, os familiares confessam que a situação não é fácil.

Publicado há

em

Rogério Samora sofreu uma paragem cardiorrespiratória a 20 de julho e, desde então, encontra-se nos cuidados intensivos cardíacos do Hospital Amadora Sintra a lutar pela vida. Os familiares não perdem a esperança apesar da situação clínica não ser a melhor.

65 dias se passaram desde que Rogério Samora sofreu uma paragem cardiorrespiratória enquanto gravava para a novela “Amor, Amor”, da SIC. O ator continua com o prognóstico muito reservado, mas estável.

Os familiares de Rogério Samora não perdem a esperança e quem vai atualizando o estado clínico do ator é o primo, Carlos Samora, através das redes sociais. Na última publicação, o familiar faz um desabafo sobre o 65º dia de internamento:

Dia 65. Mais um dia que vai chegar ao fim e as notícias são as mesmas, a situação do Rogério não está fácil, mas enquanto nos disserem que está com prognóstico reservado nós acreditamos com todas as nossas forças que Ele vai voltar, um dia de cada vez com Fé e Esperança”, pode ler-se na legenda da publicação.

Deixa aqui o teu comentário
Continuar a Ler

Famosos

60 dias a lutar pela vida! Familiares de Rogério Samora mantêm esperança na sua recuperação

O primo de Rogério Samora voltou a recorrer às redes sociais para desabafar sobre o estado clínico do ator.

Publicado há

em

Rogério Samora continua internado nos cuidados intensivos cardíacos do Hospital Amadora Sintra depois de ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória enquanto gravava para a novela “Amor, Amor”, da SIC. Desde então, as notícias não são as melhores, mas os familiares não perdem a esperança na sua recuperação.

Já se passaram 60 dias desde que Rogério Samora deu entrada no Hospital Amadora Sintra após sofrer uma paragem cardiorrespiratória. Desde então, o ator continua a lutar pela vida nos cuidados intensivos cardíacos e, apesar de continuar com prognóstico muito reservado, a esperança na sua recuperação é mantida pelos familiares.

Quem tem recorrido às redes sociais para desabafar sobre o quadro clínico do ator é o primo, Carlos Samora. A publicação mais recente assinala os 60 dias de internamento com fotografias antigas do ator com Pelé e do seu patudo:

“Dia 60. Um dia de cada vez, porque as notícias que chegam do HFF não trazem nada de novo no que diz respeito ao estado de saúde do Rogério. Apesar de os dias passarem tão depressa, por aqui continuamos a acreditar na vontade Dele voltar até nós. O Rogério merece. Como diz o Sr. Barack Obama ” RESPEITA OS QUE MERECEM “, pode ler-se na legenda do post.

Deixa aqui o teu comentário
Continuar a Ler

Entretenimento

Pai de Margarida Corceiro é acusado de agressão

O pai da atriz da TVI está a ser acusado de agredir uma vizinha de 57 anos.

Publicado há

em

Paulo Russo Corceiro, pai de Margarida Corceiro, está a ser acusado de agressão por uma vizinha, Ana Maria Dionísio. O médico já negou todas as acusações de que está a ser alvo.

O Jornal de Notícia revelou este sábado, dia 18 de setembro, que o médico Paulo Russo Corceiro, terá alegadamente pontapeado nos rins uma vizinha que lhe foi bater à porta para falar com este.

Ana Maria Dionísio é a queixosa que revelou o motivo de ter ido falar com o médico: “Desde o inicio da pandemia que ele me ofende e ameaça de morte, por lhe pedir para fazer menos barulho em casa dele, e naquele dia subi ao primeiro andar para tentar resolver o conflito a bem”.

Foi neste momento que o pai de Margarida Corceiro alegadamente lhe terá agredido: “Ele encarou-me, ameaçou-me e, quando virei as costas para ir embora, desferiu-me um pontapé nos rins”, revela a mulher de 57 anos.

A mulher acabou por ser assistida pelo Hospital devido às dores fortes e continua em observação: “Ele é urologista, sabia muito bem onde me atingir, para me fazer sofrer, e fê-lo”.

Deixa aqui o teu comentário
Continuar a Ler
Publicidade
Publicidade

Tendências