Sem-Abrigo não aceita separar-se da cadela para ir viver para instituição.
Redes Sociais

País

Sem-Abrigo não aceita separar-se da cadela para ir viver para instituição.

Várias instituições não aceitam acolher um sem abrigado

Avatar photo

Publicado há

em

Várias instituições não aceitam acolher um sem abrigado, por este não se querer separar da sua cadela.

Ambos foram abandonados e daí a forte ligação que os une, Luís Pereira e Kika, a sua cadela, Luís foi rejeitado pela sua família e Kika, vivia num canil, do qual foi resgatada.
Luís Viveu toda a sua vida na rua, ex-toxicodependente, e onde vivia com delinquentes, dias e noites ao relento, mas sempre viveu os seus dias junto da sua cadela kika, de onde a doptou num canil e Santa Maria da Feira. No meio de tanto sofrimento, Kia foi a única família de Lui e a forte razão para este ter abandonado a toxicodependência.

Os seus tentaram resgatar Luís da rua, pois este ter uma nova vida, quer trabalhar e ter uma casa para viver.
Mas todas as oportunidades que têm surgido , todas elas tÊm sido recusadas devido a uma condição que Luís não aceita.
“Não é uma hipótese que eu pense aceitar”, diz Luís convicto. E diz ainda : “Estava cansado da droga, de amigos falsos e de certas pessoas quando decidi ir buscar a Kika. Tem sido a minha companhia, a minha família e não há palavras que consigam descrever os sentimentos que ela me transmite”.

Recorda que todas as dificuldades por que passou Kika esteve sempre com ele. Diz-nos: “Eu não a abandono e ela não me abandona”.
Admite que sem ela tem medo de voltar a cair novamente no mundo das drogas.

“Quero muito ir para uma casa e ter um emprego, se possível trabalhar com animais que é das coisas que mais gosto. Mas não aceitarei nada disso se tiver que me separar da Kika”.

Depois de tanta insistência do seu grupo de amigos que se dedicam ao voluntariado, junto das associações e entidades competentes para este assunto, Luís consegui temporáriamente um lugar para ficar juntamente com a sua cadela, numa pensão em Santa Maria da Feira.

Contudo, Luís já sabe que nenhuma instituição o acolherá enquanto ele quiser levar Kika consigo.

Publicado por Luís Pereira Pereira em Quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

Deixa aqui o teu comentário
Continuar a ler
Publicidade

Noticías

Parque da Cidade de Paredes recebe Corta Mato Inclusivo e reúne cerca de 150 atletas de escolas e instituições de diversos Concelhos

O evento desportivo pretende levar o desporto adaptado ao panorama nacional…

Avatar photo

Publicado há

em

Na manhã desta sexta-feira, dia 16 de fevereiro, decorreu, no Parque da Cidade de Paredes, a segunda edição do Corta Mato Inclusivo “Cidade de Paredes”, promovido pelo Município em parceria com a ANDDI – Associação Nacional de Desporto para Desenvolvimento Intelectual.

A iniciativa desportiva contou com a participação de cerca de 150 atletas de escolas e instituições de Paredes e de outros concelhos, nomeadamente, do Agrupamento de Escolas de Baltar, da Escola Secundária de Paredes, da CACI Sobrosa, do Emaús, da Fundação AJ Gomes Cunha, CERCIFEL, da APACI – Barcelos, da APADIMP – Penafiel, da APPACDM – Castelo de Paiva e da APPACDM – Trofa.

O Corta Mato Inclusivo “Cidade de Paredes”, inserido no programa municipal de desporto adaptado, contou com as provas dos escalões juvenis, escalões seniores e master de desenvolvimento intelectual e escalões seniores e masters de síndrome down e autismo.

Esta iniciativa teve como objetivo dinamizar e promover eventos inclusivos, mais concretamente, o atletismo adaptado, no panorama municipal e nacional.

Fotografias: DR

Deixa aqui o teu comentário
Continuar a ler

Noticías

Ciclista da equipa Paredes Fortunna conquista primeiro lugar em Espanha

Esta foi a primeira vez que a equipa júnior da Academia de Ciclismo Paredes Fortunna participou numa prova internacional…

Avatar photo

Publicado há

em

A Academia de Ciclismo Paredes – Fortunna alcançou resultados de excelência na etapa da Volta a La Plana, em Valência, Espanha. O ciclista Daniel Moreira distinguiu-se pela conquista de duas vitórias, num total de três etapas.

No total, a equipa conquistou a Camisola da Regularidade e somou duas vitórias pelo atleta Daniel Moreira. O ciclista David Sousa, da mesma academia, também cruzou a meta em terceiro lugar numa das provas.

Esta foi a primeira vez que os seis atletas da categoria júnior participaram numa prova internacional. A prova em Valência está categorizada para a pontuação UCI Europe Júnior.

Fotografia: DR

Deixa aqui o teu comentário
Continuar a ler

Noticías

Paços de Ferreira na liderança de desfibrilhadores automáticos

A medida surge no âmbito do programa de DAE

Avatar photo

Publicado há

em

Foram instalados, no dia 1 de fevereiro, sete desfibrilhadores automáticos (DAE) nos campos de futebol do SC Freamunde, Raimonda, Lamoso, Seroa, Sanfins de Ferreira e também no pavilhão de Arreigada, todos no concelho de Paços de Ferreira.

A medida surge no âmbito do programa de DAE em todos os equipamentos desportivos, escolas secundárias, entre outros locais, do concelho de Paços de Ferreira.

Os sete novos equipamentos juntam-se a mais 14, instalados ao longo do último trimestre de 2023. Cinco equipamentos estão em fase de licenciamento junto do INEM e serão instalados nas próximas semanas. Para além destes 26 desfibrilhadores, a autarquia pacense vai alargar a disponibilização destes equipamentos às 14 escolas básicas do concelho, processo que seguirá, em breve, para concurso público.

O concelho de Paços de Ferreira terá, assim, um total de 40 desfibrilhadores automáticos distribuídos por todas as freguesias, “número que coloca o município na liderança nacional deste tipo de equipamentos. Teremos, assim, 100% de cobertura em todos os equipamentos desportivos do concelho e também 100% de cobertura em todas as nossas escolas. No caso dos estabelecimentos de ensino, os últimos dados conhecidos revelam que, em Portugal, apenas 10% das escolas têm este equipamento instalado”, explica o município.

A par da instalação de todos estes desfibrilhadores automáticos, existem 186 operadores preparados para usar os DAE, em caso de emergência, número que continuará a crescer à medida que forem sendo instalados os restantes equipamentos.

Deixa aqui o teu comentário
Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

Tendências